terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Quanto vai custar ter uma arma de fogo no Brasil? Nós explicamos

A facilitação da posse de arma de fogo foi publicada por Bolsonaro em um decreto na tarde desta terça-feira (Beto Nociti/Futura Press)

Um dos temas mais polêmicos defendidos por Jair Bolsonaro, a facilitação da posse das armas de fogo foi publicada pelo presidente, como prometido durante sua campanha eleitoral. Mas, afinal, quanto custaria ter uma arma?
Um levantamento realizado pelo jornal O Globo aponta que o gasto pode variar entre R$ 4 mil e R$ 10 mil, considerando três capitais brasileiras. O valor é bem mais do que a renda média da população, estimada atualmente em R$ 754.

Gastos

O maior valor é o da arma, que pode ficar mais cara dependendo do calibre. As opções disponíveis no mercado custam entre R$ 3,5 mil e R$ 8 mil. Há ainda opções que custam mais do que isso. Para entrar com o pedido na Polícia Federal é preciso pagar uma taxa de R$ 88, além de realizar um teste psicológico de R$ 250. O teste técnico custa outros R$ 200 e a realização de um curso básico de tiro pode variar entre R$ 50 e R$ 600.

O que muda?

A proposta de Bolsonaro é flexibilizar o acesso ao porte de armas de fogo. Cidadãos que morem em regiões violentas, por exemplo, poderão ter acesso ao equipamento para se protegerem. Algumas coisas, no entanto, não mudaram. É preciso ter mais de 25 anos e nenhum antecedente criminal, além de apresentar um atestado de capacidade técnica para o manuseio e de um laudo psicológico.

Etapas – o passo a passo para obter uma arma

1. Pedido na Polícia Federal
Em primeiro lugar, é preciso obter uma autorização da PF para possuir uma arma. Para isso, o cidadão deverá apresentar seus antecedentes criminais
2. Avaliação psicológica
Somente um profissional credenciado pela PF poderá emitir um laudo atestando a capacidade psicológica do cidadão. O documento tem validade de um ano
3. Capacidade técnica
Caso possua capacidade de manusear armas, o cidadão deve realizar um teste, feito por um instrutor credenciado. Caso não possua, deverá realizar um curso básico de tiro. Esse atestado também tem validade de um ano
4. Compra
Ao adquirir o item, o comprador deve levar a nota fiscal à PF para registrar a arma. Esse documento tem validade de cinco anos. Depois disso, o cidadão deve voltar à loja para retirar a arma. Ele receberá uma autorização para o transporte até o local onde ficará.
5. Tempo
O processo todo leva entre três e quatro meses.
Yahoo Notícias

Único Nordestino, Equipe do RN pega o Corinthians nas oitavas da Copinha


Após uma goleada por 6 a 0 na segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Corinthians sofreu nesta segunda-feira para passar da terceira fase às oitavas de final. A classificação veio com uma vitória por 4 a 2 sobre o Red Bull Brasil, nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal, em Itu.

O próximo adversário dos corintianos será o Visão Celeste-RN, dono da melhor campanha da história do futebol potiguar na Copinha e único time nordestino que segue vivo na disputa. No mata-mata, a equipe de Parnamirim passou por Fortaleza e Primavera.

A partida será nesta quarta-feira (16), às 20h45 (horário de Natal), na Arena Barueri, em Barueri.

Em campo, Corinthians e Red Bull Brasil fizeram um primeiro tempo bastante movimentado e de muito equilíbrio. Após o Red Bull abrir o placar com Luis Phelipe, logo aos cinco minutos de jogo, o Corinthians empatou com Rafael Bilu, aos 27, e contou com um golaço de Fabrício Oya para virar, aos 31. O time campineiro não se rendeu e buscou o empate aos 38, com mais um gol de Luis Phelipe.

Na segunda etapa, o intensidade do primeiro tempo foi mantida, mas os dois lados mostraram mais nervosismo e não conseguiram balançar a rede. Com isso, a decisão foi para os pênaltis. Todas as cobranças do lado corintiano foram convertidas. Pelo Red Bull, Chrigor mandou por cima do gol e Léo teve o chute defendido por Diego.

Confira os resultados desta segunda-feira:
Atlético-MG 1 x 0 Água Santa-SP Grêmio 2 x 0 CSA-AL Primavera-SP 1 (2) x (3) 1 Visão Celeste-RN Audax-SP 1 x 0 Fluminense São Caetano 2 (5) x (6) 2 CoritibaVasco 5 x 1 Manthiqueira-SP Corinthians 2 (4) x (2) 2 Red Bull Brasil.

Estadão Conteúdo

Presidente Jair Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas

Valter Campanato / Agência Brasil - “Estou restaurando o que o povo quis em 2005”, acrescentou Bolsonaro mencionando o referendo realizado há 14 anos

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje, 15, durante cerimônia no Palácio do Planalto, o decreto que regulamenta o registro, a posse e a comercialização de armas de fogo no país, uma das principais promessas de campanha do presidente da República.
“Como o povo soberanamente decidiu, para lhes resguardar o direito à legítima defesa, vou agora, como presidente, usar esta arma”, afirmou Bolsonaro, mostrando a caneta como se fosse sua arma.
“Estou restaurando o que o povo quis em 2005”, acrescentou Bolsonaro mencionando o referendo realizado há 14 anos.
O decreto refere-se exclusivamente à posse de armas. O porte de arma de fogo, ou seja, o direito de andar com a arma na rua ou no carro não foi incluído no texto.
A assinatura do decreto ocorreu logo depois da reunião ministerial coordenada por Bolsonaro todas as terças-feiras, às 9h, no Planalto, desde que assumiu o poder em 1º de janeiro.
Agência Brasil

Governo Federal quer unificar digitalmente RG, CPF, Carteira de Motorista e Carteira de Trabalho


O governo federal vai retomar iniciativas passadas para criar uma base digital que unifique documentos diversos como Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira de Trabalho, Título de Eleitor e Certificado de Reservista. A ideia é que um cadastro, com registro de biometria, possa ser acionado pelo cidadão em qualquer lugar, inclusive pelo celular.

Para desenvolver o projeto, um grupo de trabalho (GT) foi criado reunindo os ministros Sergio Moro, da Justiça, Paulo Guedes, da Economia, Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência.

A primeira reunião do GT, com a participação de funcionários do Serviço Federal de Precessamento de Dados (Serpro), ocorreu hoje na sede do Ministério da Justiça, em Brasília.

Conforme Marcos Pontes, a iniciativa “vai facilitar muito a vida do cidadão”. O trabalho começa com a verificação das informações disponíveis na Justiça Eleitoral, a possibilidade de alimentar um banco de dados com mais informações e com a biometria.

Pontes reconheceu o trabalho que já foi feito por outros governos “desde 1997”, mas assinalou a disposição de avançar e ter resultados ainda este ano “Tem que tercomeço, meio e fim. Agora a gente tem oportunidade de finalizar esse projeto. Utilizar o que já foi feito sim, mas melhorar também o que temos até agora”.

Agência Brasil

Prefeitura de Macaíba suspende temporariamente concurso público

Divulgação / Prefeitura de Macaíba

No final da tarde da segunda-feira, 14, o prefeito de Macaíba, Fernando Cunha, comunicou por meio de aviso publicado no Diário Oficial de Macaíba (DOMM) que o concurso público do município está temporariamente suspenso.
Segundo o texto do aviso, a decisão do prefeito se deu em virtude das diversas falhas da empresa responsável pelo certame após vencer o processo licitatório, as quais ocorreram durante o período de inscrições, entre 10 de dezembro de 2018 e 10 de janeiro de 2019, gerando uma demanda de reclamações dos candidatos.
As falhas estão relacionadas, principalmente, aos boletos para pagamento das inscrições. Em muitos casos, candidatos relataram não conseguir gerar o documento ou, quando esse documento era gerado, apresentava informações incompletas.
Ainda segundo o aviso: “O ato de reabertura do Concurso com as devidas retificações será publicado oportunamente no Diário Oficial do Município, bem como nas mídias oficiais da Prefeitura de Macaíba e no Diário Oficial do Estado”. 
“Todo o processo de reabertura do concurso será acompanhado e fiscalizado por órgãos de controle interno e externo”, afirmou o secretário municipal de Administração, Telmo Guerra. 
Agora RN

Secretaria de Segurança do RN anuncia investimentos de quase R$ 80 milhões

Novas viaturas serão compradas com os recursos do Governo Federal — Foto: ALRN/Divulgação

Nos próximos meses o Rio Grande do Norte receberá uma série de investimentos na Segurança Pública, através de um convênio firmado com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). A informação é da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed). De acordo com a pasta, será um total de R$ 79.973.763,73 milhões destinados para diversos setores e órgãos que fazem parte da segurança pública.

“O dinheiro já está empenhado e será depositado assim que fomos assinando os contratos. Os processos de licitação também já foram iniciados”, afirma o secretário de Segurança Pública, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva.

Para modernização dos sistemas utilizados no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), setor responsável pelo recebimento e monitoramento de ocorrências, foi destinado R$ 1.928.105,28 milhão. Já para Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) e o Centro de Inteligência da Sesed, o aporte foi, respectivamente, de R$ 5.092.927,38 milhões e R$ 2.877.717,48 milhões. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) vai comprar um novo helicóptero e mais duas viaturas, somando R$ 21.777.286,93 milhões.

O restante dos recursos foi assim destinado:

Polícia Militar
·       Valor: R$ 29.977.330,89 milhões
·       Investimentos: 2 mil coletes balísticos; 179 viaturas; 1.306 armas; 80 escudos balísticos, entre outros equipamentos. 

Poícia Civil
·       Valor: R$ 12.209.780,77 milhões
·       Investimentos: 90 armas; 87 viaturas; 10 escudos balísticos; mais investimentos em tecnologia

Corpo de Bombeiros Militar
·       Valor: R$ 6.110.615,00 milhões
·       Investimentos: 16 viaturas

G1 RN

Centrais sindicais discutem convocar greve contra reforma da Previdência

© Luciano Claudino Centrais também vão discutir sobre salário mínimo e políticas trabalhistas

As centrais sindicais vão discutir nesta terça-feira, 15, estratégia de mobilização contra areforma da Previdência do governo de Jair Bolsonaro. Entre as propostas estão de grevegeral. 

Segundo o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, a ideia é começar uma mobilização com os trabalhadores para que seja possível articular uma grande paralisação, caso necessária.  Segundo ele, as centrais devem esperar o presidente encaminhar a proposta de reforma para o Congresso Nacional e a partir disso começar o movimento de paralisações.

Além da Força, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB). União Geral dos Trabalhadores (UGT), Nova Central e Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) devem participar da reunião nesta terça-feira na sede do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), em São Paulo. 

Em 2017, durante a tramitação da reforma da Previdência do ex-presidente Michel Temer na Câmara, as centrais fizeram ao menos dois grandes atos. Um em abril, com a paralisação de transportes, bancos e outras categorias em diversas capitais do país e em maio com a presença de 100 mil trabalhadores, segundo os organizadores, em Brasília.

“No governo do Temer nós conseguimos frear a reforma de ir a votação com essas paralisações. Agora, precisamos de uma articulação forte para podermos discutir quando a reforma chegar”, afirmou. O texto de Temer foi aprovado em comissão especial, mas não chegou a ser votado em plenário.

A proposta de reforma da Previdência ainda não foi anunciada pelo governo Bolsonaro mas deve fixar uma idade mínima e implantar um sistema de capitalização para novos trabalhadores.  Há a possibilidade do governo utilizar parte da proposta de Temer, que fixa a idade em 65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres.

VEJA.com

domingo, 13 de janeiro de 2019

Janeiro é o mês com o maior número de roubo de celulares no RN

José Aldenir / Agora Imagens

A chegada do verão não traz apenas o calor e as férias. O mês de janeiro também representa o período do ano com o maior número de registro de roubo de aparelhos celulares em todo o Rio Grande do Norte.
Segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), a partir do relatório de casos registrados em 2018, o primeiro mês do ano passado terminou com 1.815 celulares roubados. A média foi de 58 aparelhos por dia – ou 2,4 roubos a cada hora em todo o Estado.
A estatística de roubos de celulares compilou dados de todos os meses de 2018. Ao todo, o número de casos somou a marca de 15.202 roubos em 12 meses. A média é de 41,6 aparelhos telefônicos arrancados dos proprietários por dia.
Depois de janeiro, o mês com o maior número de crimes registrados foi março, com 1.459 equipamentos tomados.
A Sesed disponibiliza, desde o fim do ano passado, o aplicativo “Alerta Cidadão”. O dispositivo está disponível penas na Google Play para celulares Android. O mecanismo tem o objetivo ajudar na recuperação de um celular roubado.
Outra dica de segurança, é que o usuário faça o bloqueio do IMEI do aparelho junto à operadora. A ação faz com que o celular não se conecte mais a nenhuma operadora.
Dicas para evitar o roubo do celular:
Evite sempre que possível usar o seu celular em locais públicos;
Evitar o uso do celular no ônibus ou no carro com a janela aberta;
Evite deixar os smartphones em cima de mesas em espaços públicos;
Tenha o IMEI do celular (espécie de documento de identidade do aparelho);
Caso seja furtado ou roubado procure o mais rápido possível uma delegacia;
Evite esperar por meios de transportes coletivos, táxi ou Über na rua, com aparelho na mão.

Como instalar o Alerta Cidadão 
1º – Digite *#06# em seu aparelho, em seguida pegue o número do IMEI que aparecera na tela;
2º- Em seguida baixe o aplicativo no Google Play e faça o cadastro.
O registro também pode ser feito pelo site www.defesasocial.rn.gov.br. Em caso de roubo basta logar a conta no site da defesa social ou em outro celular e acionar o alerta, para que a polícia seja notificada do roubo.

Agora RN

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 25 milhões


Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.114 da Mega-Sena e o prêmio principal, segundo estimativa da Caixa, acumulou em R$ 25 milhões. O sorteio foi realizado na noite deste sábado (12), em São Paulo.
São as seguintes as dezenas sorteadas: 17 – 25 – 30 – 35 – 42 – 57.
A quina teve 70 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 34.091,54. Outras 4.376 apostas acertaram a quadra; cada uma receberá R$ 779,05.
O próximo sorteio será na terça-feira (15). As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país.

Governo do RN discute recuperação de reservatório na região Oeste; obra deve custar R$ 9,1 milhões

Parede da barragem nunca passou por uma manutenção em sua história recente, segundo o próprio governo do RN — Foto: Divulgação/Governo do RN

O governo do Rio Grande do Norte anunciou esta semana que vai reformar a barragem do Apanha Peixe, uma das maiores da região Oeste potiguar. O reservatório fica em Caraúbas e tem capacidade para armazenar até 10 milhões de metros cúbicos de água.

Deteriorada ao longo dos últimos anos, a estrutura do reservatório deve ser recuperada por meio do Governo Cidadão, projeto realizado em parceria com o Banco Mundial. A parede da barragem nunca passou por uma manutenção em sua história recente, segundo o próprio governo.

As obras estão orçadas em R$ 9,1 milhões, e contam com recursos do acordo de empréstimo com o Banco Mundial. O objetivo principal do investimento é recuperar a estrutura da barragem para garantir segurança para quando o reservatório estiver cheio. O volume atual da lagoa é de 72,5%.

“Mesmo sem ainda ter assumido oficialmente a pasta de Gestão de Projetos, Fernando Mineiro articulou uma série de reuniões esta semana para agilizar a homologação do processo licitatório da Apanha Peixe, concluído em dezembro. A preocupação é iniciar as obras antes que o inverno chegue e comprometa ainda mais a estrutura da barragem”, ressaltou a assessoria do Governo Cidadão.

G1 RN