quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Homem no interior do RN com quase 300 quilos aguarda transferência para UTI em colchão no chão de hospital

 

 

Reportagem do portal G1-RN destaca que um homem de 43 anos, que pesa cerca de 300 quilos, está internado no Hospital Regional de João Câmara, município a 74 km de Natal, e precisa de um leito de UTI para estabilizar o quadro de saúde. Devido à condição de obesidade mórbida, Carlos Alberto Félix da Silva teve que ficar em um colchão no chão da unidade hospitalar, já que não existia maca adequada para suportar o peso. A família espera por uma transferência de urgência para um hospital na capital potiguar. Veja todos os detalhes AQUI no G1-RN.


Confira Muito Mais no link: https://www.magazinevoce.com.br/magazinemarinaldoltda/

RN atinge 66% da cobertura vacinal contra a Poliomielite, afirma Sesap

 

 

O Rio Grande do Norte atingiu 66,17% da cobertura da campanha de vacinação da Poliomielite até esta quarta (25). A meta da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) é que 95% das crianças sejam vacinadas contra a doença até o próximo dia 30. O RN aparece na 11ª posição no ranking do Brasil e na 6ª posição na região Nordeste em relação a cobertura vacinal. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI/DATASUS).

Até o momento, 38 municípios potiguares (22,75%) alcançaram a meta; 120 municípios (71,85%) estão entre 50 e 95% de cobertura; e 9 municípios (5,38%) ainda estão abaixo de 50%.

Durante a campanha de vacinação da Poliomielite devem ser vacinadas as crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade. A pólio é uma doença que afeta o sistema nervoso central e pode causar a paralisia permanente ou transitória dos membros inferiores. A única forma de prevenção é a vacinação.

Os pais e familiares também devem levar crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade aos postos de vacinação para participar da Campanha de Multivacinação e realizar a atualização da caderneta de vacinação. Estão sendo ofertadas todas as vacinas do calendário básico de vacinação da criança e do adolescente visando diminuir o risco de transmissão de enfermidades imunopreveníveis, assim como, reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal. 

 

Confira mais ofertas no site: https://www.magazinevoce.com.br/magazinemarinaldoltda/


Pfizer anuncia que enviou à Anvisa dados de testes de vacina contra a Covid-19

                                                Foto ilustrativa com frascos e seringa na frente de logotipo da farmacêutica Pfizer — Foto: Dado Ruvic/Reuters 

 

A farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou nesta quarta-feira (25) que enviou à Agência Nacional de Vigilância (Anvisa) os primeiros dados dos testes da BNT162b2, sua candidata à vacina contra a Covid-19. O procedimento não significa que a empresa pediu o registro do produto no país: na etapa atual, a empresa busca acelerar o trâmite e preparar a futura solicitação.

No Brasil, 2,9 mil voluntários participam dos testes e não há acordo fechado para fornecimento do imunizante para a população, apesar de o Ministério da Saúde incluir a Pfizer entre os cinco fabricantes com os quais está em negociação.

 
 

Diego Maradona morre na Argentina aos 60 anos

 

Maior jogador da história do futebol argentino sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa. O Pibe de Ouro havia passado por uma cirurgia no cérebro no início do mês. Velório será na Casa Rosada.

 

A Argentina parou. Morreu nesta quarta-feira (25) um dos maiores ídolos da história do país, Diego Armando Maradona, aos 60 anos. O advogado Matías Morla confirmou a perda do amigo e cliente. De acordo com jornal argentino Clarín, o ex-jogador teria sofrido uma parada cardiorrespiratória em casa e não resistiu.
 
No começo deste mês, o eterno camisa 10 argentino passou por uma cirurgia para retirada de um coagulo no cérebro e ficou internado por dez dias. Durante o período de internação, ele teve crises de abstinência devido ao vício em medicamentos e bebida.
 

Grande craque do futebol, ficou famoso por sua genialidade dentro de campo e sua personalidade expansiva e controvertida fora dele.

O velório de Maradona ainda não está confirmado, mas é possível que aconteça na Casa Rosada, sede do governo argentino, ou então em um estádio de futebol, mais provavelmente o do Argentinos Juniors, onde ele iniciou a sua carreira.

 

quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Eleições 2020: nas capitais, 1 em cada 4 candidatos não terá tempo de TV; veja a divisão em cada cidade

 

Pelos critérios mais rígidos da cláusula de barreira para este ano, alguns partidos ficaram sem o direito a tempo no horário eleitoral. Já recordista terá mais de 4 minutos e meio de exposição.


Um em cada quatro candidatos não terá tempo de TV nas capitais do país (ou 23% do total). Os tribunais regionais eleitorais definiram os tempos e as ordens de veiculação dos programas dos candidatos a prefeito das capitais na televisão e no rádio.

Apenas duas capitais ainda não divulgaram a divisão: João Pessoa (PB) e Porto Velho (RO). Ainda assim, é possível saber que cinco candidatos nestas cidades terão o tempo zerado.

Ao todo, 73 candidatos não terão direito a aparecer no horário eleitoral gratuito nestas eleições 2020. A propaganda começa no dia 9 de outubro e vai até 12 de novembro.

O recordista em tempo deverá ser o candidato Bruno Reis (DEM), de Salvador, com 4 minutos e 35 segundos. É ele quem detém a maior coligação entre todas as capitais. Logo atrás aparece Josiel Alcolumbre (DEM), de Macapá. Eles são os únicos que terão um tempo superior a 4 minutos.


Veja o tempo de cada candidato a prefeito nas capitais brasileiras:

terça-feira, 29 de setembro de 2020

Auxílio Emergencial: governo divulga calendário de pagamentos de R$ 300 para beneficiários fora do Bolsa Família

 

Prorrogação do benefício com mais quatro parcelas foi oficializada no início do mês por Medida Provisória. Calendário também alterou algumas datas de pagamento das parcelas de R$ 600.




Ministério da Cidadania divulgou nesta segunda-feira (28), em edição extra do Diário Oficial, o calendário de pagamentos das parcelas de R$ 300 do Auxílio Emergencial para beneficiários fora do Bolsa Família.

A portaria que definiu as datas de pagamento das parcelas de R$ 300 também alterou o calendário dos pagamentos das próximas parcelas de R$ 600Veja como ficou o calendário completo de pagamento do Auxílio Emergencial.

VEJA OS CALENDÁRIOS AO FINAL DESTA REPORTAGEM

A prorrogação do Auxílio Emergencial com mais quatro parcelas de R$ 300 foi oficializada no início do mês por Medida Provisória. Apenas os beneficiários que fazem parte do Bolsa Família, no entanto, já estavam recebendo os pagamentos, que seguem o calendário do próprio bolsa.

Menos parcelas, menos beneficiários

Nem todos os beneficiários, no entanto, irão receber as quatro parcelas de R$ 300. Apenas os trabalhadores que receberam em abril a primeira parcela do benefício original, de R$ 600, terão direito a todas as quatro parcelas – que seriam em setembro, outubro, novembro e dezembro.

"Quem passou a receber a partir de julho, por exemplo, terá direito às cinco parcelas de R$ 600 e a mais uma parcela do novo benefício, que será paga no mês de dezembro", informou a Cidadania.

Além do menor número de parcelas para parte dos beneficiários, o Auxílio Emergencial Residual também vai atingir menos trabalhadores. As regras definidas para a prorrogação restringe o pagamento para algumas pessoas.

Assim, não vai receber parcelas de R$ 300 quem:

  1. Possua indicativo de óbito nas bases de dados do governo federal
  2. Tenha menos de 18 anos, exceto em caso de mães adolescentes
  3. Esteja preso em regime fechado
  4. Tenha sido declarado como dependente no Imposto de Renda de alguém que se enquadre nas hipóteses dos itens 5, 6 ou 7 acima
  5. No ano de 2019 recebeu rendimentos isentos não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte cuja soma seja superior a R$ 40 mil
  6. Tinha em 31 de dezembro de 2019 a posse ou a propriedades de bens ou direitos no valor total superior a R$ 300 mil reais
  7. Recebeu em 2019 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70
  8. Mora no exterior
  9. Tem renda mensal acima de meio salário mínimo por pessoa e renda familiar mensal total acima de três salários mínimos
  10. Recebeu benefício previdenciário, seguro-desemprego ou programa de transferência de renda federal após o recebimento de Auxílio Emergencial (exceto Bolsa Família)
  11. Conseguiu emprego formal após o recebimento do Auxílio Emergencial

Fonte: G1

sábado, 5 de setembro de 2020

Faltam remédios e pacientes dormem em colchões colocados no chão do maior hospital psiquiátrico do RN.

 

Problemas foram flagrados nesta sexta (4) no Hospital João Machado. Governo diz que vai disponibilizar leitos que eram usados para pacientes de Covid-19, após desinfecção. 


Na maior unidade de saúde para atendimento psiquiátrico no Rio Grande do Norte, o Hospital João Machado (HJM), pacientes estão dormindo em colchões colocados no chão. A cena foi registrada na manhã desta sexta-feira (4), pela equipe de reportagem da Intertv Cabugi, após uma denúncia feita pelo Sindicato Estadual da Saúde (Sindsaúde).

Na ala masculina, o dormitório possui 15 leitos. Mas, segundo os profissionais de saúde que atuam na unidade, 27 pacientes ocupam o espaço.

"Eu durmo no colchão no chão", confirma um dos pacientes. Uma servidora da unidade, que preferiu não se identificar, contou que as condições de trabalho são precárias. " Nós não temos condição de trabalho nenhuma. Não temos lençol suficiente, fata medicação, está superlotado, demanda maior. Tem gente dormindo no chão", conta a servidora.

A falta de medicamentos controlados é outro problema. Na parede de entrada da farmácia, foi fixado um aviso de que o medicamento olamzapina 5 e 10 mg está em falta. O medicamento é usado para tratamento de pacientes com surtos psicóticos e quadros de bipolaridade. Os remédios deveriam ser fornecidos gratuitamente aos pacientes, mas há meses a farmácia não é abastecida.

Uma paciente reclamou também da falta de um medicamento específico para o tratamento da esquizofrenia. Rosimary Mathias disse que a família está comprando com muita dificuldade. “Eu preciso desses remédios pra cuidar de mim, para não vir a surtar. Meu pai está juntando com meu esposo, parcelando no cartão, para poder não faltar meu remédio", conta.

Os pacientes em surto também sofrem com a falta de atendimento. "O rapaz está passando mal desde ontem e não aparece um enfermeiro pra acudir, não aparece medicação certa. Aqui a gente é pra se tratar, aqui é um hospital", reclama um dos pacientes, que não quis se identificar.

Em nota, a direção do HJM e Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), informaram que a partir desta sexta-feira (4), depois de realizada a desinfecção, vai destinar os 10 leitos de isolamento disponíveis para pacientes da psiquiatria com suspeita ou confirmação da Covid, que estavam desocupados, para ocupação de pacientes da enfermaria mista.

A nota diz ainda que está mobilizando uma equipe multiprofissional composta por enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais para compor o acolhimento do pronto socorro.

“Em relação ao pronto socorro de atenção psiquiátrica, nós estamos em adequações, pois essa atenção não pode ser concentrada somente no João Machado. É importante que as Unidades de Pronto Atendimento atendam esses pacientes em surto, pois outros serviços precisam se organizar para atender e acolher esses pacientes”, disse o secretário de saúde, Cipriano Maia. Segundo ele, existe hoje a reestruturação das Redes de Atenção à Saúde Mental nas regiões, para que não exista a concentração de pacientes em um só hospital.

Sobre os medicamentos, a diretora da unidade, Lívia Garcia, disse que é um problema nacional de distribuição do Ministério da Saúde e não deu previsão de quando será regularizado. O fato foi reforçado em nota pela Sesap que disse que o MS "não tem garantido a regularidade e tem dificultado a prestação continuada dessa atenção aos pacientes". 

 


Homem no interior do RN com quase 300 quilos aguarda transferência para UTI em colchão no chão de hospital

    Reportagem do portal G1-RN destaca que um homem de 43 anos, que pesa cerca de 300 quilos, está internado no Hospital Regional de João C...